“MÉTODOS PARA CONTROLE DE POTÊNCIA E ENERGIA DE CONVERSORES FOTOVOLTAICOS MULTIFUNCIONAIS COM ARMAZENAMENTO DE ENERGIA”

O projeto “MÉTODOS PARA CONTROLE DE POTÊNCIA E ENERGIA DE CONVERSORES FOTOVOLTAICOS MULTIFUNCIONAIS COM ARMAZENAMENTO DE ENERGIA” é coordenado pelo engenheiro eletricista, professor Dr. Lucas Vizzotto Bellinaso, do Departamento de Processamento de Energia Elétrica – DPEE do Centro de Tecnologia da UFSM.

Testes do sistema em hardware in-the-loop

Segundo o professor Lucas o objetivo geral da pesquisa é desenvolver métodos de controle para Conversores Fotovoltaicos Multifuncionais (CFMs), que operam como inversores fotovoltaicos, conectados à rede e como fontes ininterruptas de energia com armazenamento de energia em baterias. Já os objetivos específicos do projeto são:

  1. Definição da estrutura do CFM com base na análise de funcionalidades de diferentes estruturas de CFMs;
  2. Definição de uma topologia para cada um dos conversores estáticos que compõe o CFM;
  3. Desenvolvimento de técnicas de controle para o funcionamento dos diferentes modos de operação dos conversores estáticos;
  4. Desenvolvimento de algoritmos para gerenciamento automático da potência dos elementos conectados no sistema, a fim de garantir a estabilidade e o balanço de potência em qualquer condição de funcionamento.

O professor Lucas justifica a iniciativa da pesquisa pelos diversos fatos que tornam viáveis a adoção de CFMs em escala comercial no Brasil;

  1. O custo por kwh de baterias de íons de lítio tem diminuído todos os anos. Desde o ano de 2013, a redução foi de cerca de 70%, viabilizando a produção de veículos elétricos e também de sistemas conectados à rede com armazenamento de energia;
  2. O custo de CFMs poderá ser reduzido com tecnologia e escala de produção, tornando-os possíveis substitutos de no-breaks convencionais;
  3. Novas aplicações poderão se tornar viáveis com a redução de custos das baterias, dentre elas o uso de CFMs para substituir geradores a diesel em supermercados e outros estabelecimentos que adotam tarifação horária, utilizando a energia armazenada nas baterias durante horário de ponta.

Na percepção do professor e coordenador Lucas a FATEC é muito importante na realização da gestão financeira e de recursos humanos de todo o projeto, e na garantia do cumprimento de legislações e normas.

Kelly Martini – MTb 137.25

Assessora de Imprensa da FATEC

Deixe um comentário