Pesquisa do CCR realiza melhora genética através do cruzamento de raças para ganho na produção e na qualidade da carne bovina.

O projeto “Cruzamento em bovinos de corte envolvendo as raças Charolês e Nelore” é coordenado pelo zootecnista do Departamento de Zootecnia do CCR, professor Dr. Ivan Luiz Brondani. Segundo o pesquisador o projeto tem o objetivo geral de incrementar a produção de bovinos, para a produção de carne, através do cruzamento alternado e sistemático de uma raça bovina de corte européia, com uma zebuína. Conforme explica o coordenador e professor Brondani, são também objetivos específicos deste projeto: avaliar por sete gerações sucessivas, o desempenho das cruzas Charolês x Nelore, comparando com os animais Charolês e Nelore puros (definidos); comparar com as gerações atuais da cruza entre as raças Charolês e Nelore; comparar essa cruza Charolês x Nelore com uma terceira raça (Aberdeen Angus); medir e comparar a produção das raças Charolês e Nelore puras; obter informações sobre a adaptação da raça Nelore às condições climáticas no extremo sul do país; acompanhar o desenvolvimento ponderal dos animais cruzados e puros, tanto machos quanto fêmeas; avaliar quantitativa e qualitativamente, a carcaça e a carne dos novilhos e das fêmeas de descarte dos … Ler mais

Desenvolvimento de índices de Stress: Bases para a gestão da Irrigação através da Combinação da Umidade do solo, condições meteorológicas e fenologia de plantas

O projeto “Desenvolvimento de índices de Stress: Bases para a gestão da Irrigação através da Combinação da Umidade do solo, condições meteorológicas e fenologia de plantas” é coordenado pela engenheira agrônoma e professora Mirta Teresinha Petry do Departamento de Engenharia Rural, do Centro de Ciências Rurais, da UFSM. A professora Mirta explica que o objetivo do projeto é desenvolver índices de stress em plantas irrigadas e de sequeiro, visando estabelecer bases para a programação da irrigação através da combinação do balanço hídrico do solo, condições meteorológicas e fenologia das plantas para as principais culturas de expressão econômica no Brasil. Como justificativa do projeto a coordenadora comenta que em áreas irrigadas, os índices de stress são muito utilizados no manejo da irrigação, pois auxiliam no momento da decisão de quando irrigar e quanto de água aplicar como forma de melhorar a produtividade das culturas, através da distribuição da água no solo. Em regiões onde se usa a irrigação suplementar (como no sul do Brasil), irrigações são necessárias devido à distribuição irregular de chuvas; nesse caso, os índices de stress podem ajudar … Ler mais

Skip to content