FATEC - Projeto do Departamento de Transporte – CT da UFSM busca monitorar a pavimentação das estradas brasileiras subsidiando novo método oficial de dimensionamento

Projeto do Departamento de Transporte – CT da UFSM busca monitorar a pavimentação das estradas brasileiras subsidiando novo método oficial de dimensionamento

Postado em 22/09/2017.

Bom dia !

Se o estado de nossas ruas e estradas dependessem do projeto do Professor Luciano e sua equipe, com certeza teriamos bem melhores condições de trafegabilidade. Parabéns ao colega e toda sua equipe de trabalho.
Esta matéria também pode ser vista na nossa página no facebook:
https://www.facebook.com/FATECSM/
Um bom final de semana a todos.
Adalberto Meller
Sec.Exec.FATEC

Este é um projeto inovador e, portanto, único, no que trata do mapeamento e aquisição de dados sobre o desempenho da pavimentação asfáltica no Brasil. O projeto “Aquisição de equipamentos para o laboratório de materiais de construção civil da UFSM /LMCC para realização de pesquisas em ligantes e pavimentos asfálticos” é coordenado pelo professor Dr. Engenheiro Civil Luciano Pivoto Specht e sua equipe composta pelos professores Drs. Deividi da Silva Pereira, Tatiana Cervo, Rinaldo Pinheiro e Magnos Baroni e conta também com os alunos de graduação, mestrado e doutorado, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Pavimentação Asfáltica e Segurança Viária/GEPPASV, do Departamento de Transporte do Centro de Tecnologia – CT – UFSM.


Figura 1. Em frente, na caminhonete o aparelho preso ao para-choque tem como objetivo captar e analisar a estrutura e a situação do asfalto na estrada.

O atual projeto é beneficiado pela parceria e troca de experiências entre órgãos municipais, estaduais e federais, entre eles DNIT, DAER, Prefeitura Municipal de Santa Maria e a maior parceira, a ANP/Petrobrás que financia o atual projeto.

O projeto objetiva adquirir e atualizar equipamentos do laboratório de pavimentação, vinculado ao laboratório de materiais de construção civil da Universidade Federal de Santa Maria. Os novos e atualizados equipamentos possibilitam o desenvolvimento de estudos e pesquisas para a caracterização de ligantes asfálticos; caracterização mecânica de materiais a partir de ensaios dinâmicos; e a realização de levantamentos de irregularidade longitudinal e afundamentos de trilha de roda de pavimentos experimentais em serviço. Reforça-se a importância do projeto pelo predomínio do modelo rodoviário no transporte de passageiros e de carga no país, sob rodovias revestidas com pavimentos asfálticos.

O professor explica que a qualidade das rodovias pavimentadas tem papel significativo na economia e no desenvolvimento nacional e, que os custos públicos envolvidos, ou pagos diretamente pelos usuários, são significativos e devem ser bem geridos de forma a trazer o máximo de benefícios à sociedade. No Brasil o modal rodoviário responde pela movimentação de mais de 60% das cargas e 90% dos passageiros. Nos últimos anos a situação da malha tem melhorado sensivelmente conforme pesquisas realizadas pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e, graças a pesquisas como as que estão sendo desenvolvidas no laboratório, os materiais e métodos vem sendo aprimorados. Ainda em 2014 a situação das rodovias estavam longe de serem ideais, a situação apresentada indicava 42,3% das rodovias avaliadas sendo classificadas como ótimas, 7,7% como boas, 36,7% irregulares, 9,8% ruins e 3,4% consideradas péssimas pelo quesito pavimentação, (CNT, 2014). Vale ressaltar que a malha rodoviária brasileira composta por rodovias federais, estaduais e municipais tem apenas 12% de sua extensão pavimentada.

Figura 2. Equipamento que analisa a composição do asfalto, serve para analisar os vários tipos de asfalto em diversos pontos do país

Constatado estes dados a união e os estados tem investido nos últimos anos, importante somas na tentativa de melhorar o cenário. Mesmo com as vias recuperadas elas ainda apresentam ruptura precoce do pavimento decorrente da deficiência estrutural ou funcional. Frente a isso, a comunidade técnica/científica brasileira, subsidiada pela ANP/Petrobrás por meio da rede temática do asfalto, tem realizado um esforço para apresentar um novo método de dimensionamento de pavimentos flexíveis que deverá incorporar, a exemplo do que acontece em países desenvolvidos, os conceitos mecanicistas e as propriedades reológicas dos materiais que compõem a estrutura. Duas questões estão sendo trabalhadas: de implantação de infraestrutura laboratorial em diferentes centros de pesquisa no país, que visam adequada caracterização dos materiais e, de monitoramento de segmentos experimentais de forma a gerar modelos de previsão de desempenho para situações reais das rodovias brasileiras.

Desde 2010 a UFSM participa da Rede Temática do Asfalto sendo este o terceiro projeto em conjunto com a ANP/Petrobras buscando, neste contexto, através do acompanhamento de trechos experimentais na região de Santa Maria contribuir para uma nova metodologia nacional de dimensionamento de pavimentos já em desenvolvimento com o DNIT.

É importante ressaltar que a Universidade Federal de Santa Maria - UFSM dá todo respaldo necessário para que a pesquisa se realize. O coordenador explica que o laboratório foi totalmente remodelado em seu espaço físico, para que os novos equipamentos fossem instalados, e que em curto prazo o laboratório receberá novas instalações para contemplar todos os equipamentos que ainda estão por chegar.

Para o coordenador Luciano a importância da FATEC no desenvolvimento da pesquisa é fundamental no sentido de agilizar e viabilizar estes projetos que alavancam e subsidiam as atividades de ensino, pesquisa e extensão do grupo, fortalecendo as ações do Curso de Engenharia Civil e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e as relações com o setor produtivo, enfatiza o professor.

Figura 3. Tipos de asfalto recolhido em várias rodovias do Brasil

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC




Ver todas Notícias.

Desenvolvido por Fernando Denardin