O XIV ENEPEA e o XIII Colóquio QUAPA-SEL discutem o estado da art, do planejamento da paisagem e dos projetos paisagísticos e urbanísticos sob a perspectiva do desenvolvimento de pesquisas e de casos práticos em cidades brasileiras e da América Latina

segunda, 05 de novembro de 2018.

 

O projeto intitulado “XIV Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil - XIV ENEPEA; XIII Colóquio QUAPA-SEL”, que ocorreu entre os dias 02 a 06 de outubro no Centro de Convenções da UFSM, sob a coordenação do arquiteto e urbanista, professor PhD. Luis Guilherme Aita Pippi do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSM campus sede e da arquiteta e urbanista, professora Me. Letícia de Castro Gabriel da Coordenadoria Acadêmica da UFSM campus de Cachoeira do Sul. O Encontro teve o objetivo de promover a reflexão sobre os conhecimentos teóricos e os procedimentos técnicos fundamentais para o ensino, a pesquisa e a extensão universitária em paisagismo e às atividades profissionais de planejamento e gestão envolvendo setores da sociedade e governamentais em benefício da paisagem. Com a temática de "Escalas da paisagem: dos Fragmentos à Reconectividade” consistiu em tratar da problemática, desafios e potencialidades contemporâneas dentro do âmbito da arquitetura paisagística em termos de planejamento, projeto, produção e gestão do sistema de espaços livres e da paisagem em suas diversas escalas de abordagem.

Os objetivos do XIV ENEPEA e do XIII Colóquio QUAPA-SEL:

- debater o "estado da arte" do ensino, pesquisa e extensão do paisagismo no Brasil diante das novas interfaces disciplinares e novas fronteiras sociais para atuação do arquiteto e urbanista, à luz das diretrizes curriculares vigentes;

- discutir e aprimorar, em escolas de arquitetura e urbanismo, os instrumentos de ensino, os fundamentos teóricos, os procedimentos técnicos e metodológicos na formação, na capacitação e no exercício prático de profissionais que atuam em paisagismo;

- promover o intercâmbio de experiências entre instituições, pesquisadores, professores, estudantes e profissionais envolvidos na área de estudo e trabalho. No âmbito local, regional, nacional e internacional;

- estruturar uma rede de informações sobre o ensino, a pesquisa e a extensão em paisagismo no Brasil;

- aprofundar as discussões sobre a organização urbana, o sistema de espaços livres, a apropriação e a gestão dos recursos naturais e construídos nas cidades brasileiras;

- promover o aprimoramento técnico-científico e metodológico do sistema de planejamento, da legislação urbanística e ambiental brasileira, das ações de projeto e de gestão de áreas de lazer e de preservação públicas;

- fornecer subsídios técnicos às administrações públicas para a gestão, o planejamento e o projeto dos espaços livres urbanos;

- apresentar e debater sobre os resultados da pesquisa em rede nacional QUAPÁ-SEL, desenvolvida com a participação de professores das cinco regiões do país, junto aos cursos de Arquitetura e Urbanismo sobre o atual panorama do ensino do paisagismo no Brasil, respectivas diversidades regionais, possíveis limitações e desafios a serem enfrentados para superá-las;

- congregar a participação de profissionais de diferentes áreas de formação mas que guardam uma estreita relação com o paisagismo, entre eles, profissionais das áreas de arquitetura e urbanismo, paisagismo, botânica, agronomia, engenharia florestal, engenharia ambiental, geografia, sociologia, psicologia, técnicos em paisagismo e outros;

- promover a troca de experiências entre a comunidade acadêmica e os administradores públicos visando o aprimoramento técnico-científico e metodológico do sistema de planejamento, da legislação urbanística brasileira, assim como, das ações de projeto;

- fomentar a produção e a difusão de conhecimento formal e compositivo sobre paisagismo e a flora brasileira.

Os coordenadores Luis Guilherme e Letícia explicam que o XIV ENEPEA é um encontro nacional bianual, que está na sua décima quarta edição tendo como sede a UFSM. O Encontro possui alcance nacional e, no âmbito desta realização no sul do Brasil, buscou dialogar com experiências da América Latina, tendo participantes convidados da Argentina, Chile e Uruguai. Apresentou ainda, grande impacto acadêmico e social de relevância, pois se caracteriza como importante fórum de arquitetura paisagística no Brasil. Ao reunir professores, pesquisadores, graduandos, pós-graduandos e profissionais, congrega um corpo técnico especializado que pensa e atua em projetos paisagísticos nas mais variadas escalas de aproximações da arquitetura paisagística brasileira, latino-americana e internacional contemporânea, interessando-se pelo desenvolvimento das práticas e discussões no âmbito do ensino, da pesquisa, da extensão, do projeto e do planejamento nessa área de conhecimento. Juntamente ao XIV ENEPEA, foi realizado o XIII Colóquio QUAPÁ-SEL, evento que reúne diversos grupos de pesquisa de universidades públicas e privadas brasileiras que integram a rede de pesquisa nacional QUAPÁ-SEL - Quadro do Paisagismo no Brasil, coordenado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAUUSP.

O XIV ENEPEA é uma oportunidade de compartilhamento de experiências, com uma programação formada por palestras, mesas redondas, sessões de comunicações, oficinas, visitas guiadas e ainda, são realizados concursos nacionais de estudantes e exposições de trabalhos técnico-científicos. Este ano como agradecimento à realização desta edição, o XIV ENEPEA presta homenagem especial a três expoentes da arquitetura paisagística brasileira: a arquiteta e urbanista Miranda Martinelli Magnoli, referência nacional na área de Paisagismo no Brasil, que faleceu em 2017. Miranda foi professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo – FAUUSP, pioneira nos estudos sobre Paisagismo no país, através dos conceitos por ela estabelecidos e aplicados tornou o Paisagismo uma área de conhecimento consistente no contexto da época. Reconhecida por sua grande contribuição acadêmica, recebeu uma edição especial da Revista Paisagem e Ambiente, número 21, no ano de 2006. Principais publicações: Planejamento de Viveiros em São Paulo. São Paulo: Prefeitura Municipal de São Paulo, 1969. Levantamento dos Espaços Públicos Municipais. São Paulo: Prefeitura

Municipal de São Paulo, 1969. Espaços livres e urbanização: uma introdução a aspectos da paisagem metropolitana. Tese (Livre-Docência). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Universidade de São Paulo. 1982.

A engenheira Agrônoma Nara Zamberlan dos Santos, referência local e regional na área de Paisagismo e que faleceu em 2018. Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1976), Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1981) e Doutorado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Santa Maria (2005). Foi Professora Adjunta IV, junto ao Departamento de Fitotecnia, na UFSM. Tutora do grupo PET/Agronomia/UFSM por 11 anos. Membro do Comitê Local de Avaliação dos grupos PET da UFSM, como avaliadora externa. Atualmente era Professora Associada I da Universidade Federal do Pampa, campus São Gabriel. Foi Coordenadora Substituta do Curso de Engenharia Florestal do CCRSG/Unipampa no período 2006-2008, vice-diretora do Centro de Ciências Rurais de São Gabriel-Unipampa (2007-2008), Coordenadora Acadêmica do Campus São Gabriel-Unipampa até 2011, diretora da Unipampa campus São Gabriel até janeiro de 2013, membro e professora do Programa de Pós- Graduação de Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo (PPGAUP) da UFSM no período de 2017 e 2018. Sua experiência profissional foi com ênfase em Parques e Jardins, atuando, principalmente, nos seguintes temas: arborização, planejamento, vegetação urbana, paisagismo e espécies vegetais. Autora dos livros "Arborização de vias públicas: ambiente x vegetação", "Levantamento das espécies imunes ao corte em Santa Maria (RS)", "O pulo do gato" e "Inserção da Vegetação na Paisagem Antrópica". Prestou-se, ainda, homenagem ao arquiteto e urbanista Silvio Soares Macedo, que iniciou suas atividades docentes na FAUUSP em 1976 e atualmente é professor titular do Paisagismo do Departamento de Projeto Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (FAUUSP), coordenador do Laboratório QUAPÁ – Quadro do Paisagismo no Brasil/Departamento de Projeto, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (AUP/FAUUSP), com experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projetos de Espaços Livres Urbanos, atuando principalmente nos seguintes temas: paisagismo, paisagem, espaços livres, ambiente e urbano. Coordena desde 2006 até o presente momento a Rede Nacional de Pesquisa QUAPÁ-SEL.

Diante de todas as experiências os professores Luis Guilherme e Letícia comentam a importância da FATEC para a realização do XIV ENEPEA, pois o projeto foi registrado institucionalmente como de extensão e contou com o assessoramento e o controle da instituição no gerenciamento e na aplicabilidade dos recursos angariados. O corpo de funcionários com toda a disponibilidade do órgão, foram fundamentais para que as contratações de serviços ocorressem de acordo com as regras legais e prazos necessários, explicam os docentes.

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC